Apostas desportivas. Mais de uma dezena de detenções, de jogadores a dirigentes

Apostas desportivas. Mais de uma dezena de detenções, de jogadores a dirigentes

Jogadores do Oriental e da Oliveirense, presidente do Leixões, quatro empresários e um elemento da claque dos Super Dragões estão entre os detidos

Uma investigação sobre resultados combinados, que acelerou há cerca de duas semanas, levou à detenção de quatro jogadores do Oriental, este sábado à tarde, no final do jogo com o Atlético, em Lisboa. Foram detidos também jogadores da Oliveirense e o presidente do Leixões, bem como quatro empresários e um elemento da claque dos Super Dragões.

A operação da PJ chama-se ‘Jogo Duplo’ e decorreu em todo o País, na última jornada da Liga. A PJ está a investigar a circulação de milhares de euros em apostas, com suspeitas de que jogadores terão recebido para influenciar resultados e, em alguns casos, para prejudicar as próprias equipas.

A PGR já confirmou a operação, que passa a estar em segredo de Justiça, dizendo que “em causa estão suspeitas de manipulação de resultados de jogos da II Liga de Futebol, com recurso ao aliciamento de jogadores”.

Segundo confirmou o clube no Facebook, João Pedro, André Almeida, Rafael Veloso e Diego foram levados pela Polícia Judiciária, para interrogatório, assim que o jogo, que determinou a descida das duas equipas, acabou.

Também o presidente do Leixões, Carlos Oliveira, bem como o secretário técnico do clube, terão sido detidos pela Polícia Judiciária, após o encontro com a Oliveirense, que viu ainda alguns jogadores ‘chamados’ para interrogatório pela PJ. Pelas imagens da detenção, terão sido Hélder Godinho, Luís Martins, Ansumané e Pedro Oliveira.

Leia o comunicado da PGR na íntegra:

“Ao abrigo do disposto no art. 86.º, n.º 13, al. b) do Código de Processo Penal, a Procuradoria-Geral da República torna público o seguinte: No âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público, que corre termos na 9.ª Secção do DIAP de Lisboa, realizam-se diligências de investigação em vários pontos do país, tendo sido efetuadas mais de uma dezena de detenções.
Neste processo investigam-se factos susceptíveis de integrarem crimes de corrupção passiva e ativa na atividade desportiva, nele figurando como suspeitos dirigentes e jogadores de futebol, bem como outras pessoas com ligações ao negócio das apostas desportivas.
Em causa estão suspeitas de manipulação de resultados de jogos da II Liga de Futebol, com recurso ao aliciamento de jogadores.
A investigação é dirigida pelo Ministério Público, o qual tem a coadjuvação da Polícia Judiciária
O inquérito encontra-se em segredo de justiça.”

Liga condena práticas que não respeitem a verdade desportiva

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional reagiu às detenções, condenando “todas as práticas que não respeitem a verdade desportiva”. E acrescentou, em comunicado,” confiar na capacidade das autoridades, de modo a que se investigue e apure algum tipo de ilícito, no sentido de assegurar a integridade das competições profissionais”.

Com Carlos Rodrigues Lima

Fonte: DN Desporto

LIGAÇÕES RÁPIDAS
INTEGRIDADE NO DESPORTO E COMBATE À MANIPULAÇÃO DE RESULTADOS
ENTIDADES INTERGOVERNAMENTAIS ORGANIZACOES DESPORTIVAS
ENTIDADES REGULADORAS ENTIDADES NAO GOVERNAMENTAIS
.

VISITE-NOS

Related Posts

Leave A Response

Example Skins

dark_red dark_navi dark_brown light_red light_navi light_brown

Primary Color

Link Color

Background Color

Background Patterns

pattern-1 pattern-2 pattern-3 pattern-4 pattern-5 pattern-6

Main text color